NOTÍCIAS

Sorocaba é palco do lançamento do “Protocolo Não se Cale” durante evento que integra a iniciativa “21 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra a Mulher” do Governo do Estado de São Paulo

A Prefeitura de Sorocaba sediou, por meio da Secretaria Municipal da Cidadania (Secid) e do Fundo Social de Solidariedade (FSS), o lançamento do “Protocolo Não se Cale”, durante evento que integra as ações do movimento “21 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra a Mulher”, uma iniciativa da Secretaria da Mulher do Governo do Estado de São Paulo, que, ao longo desse período, abrangerá atividades em diversos municípios paulistas.

O encontro, realizado no Teatro Municipal “Teotônio Vilela”, contou com as presenças da secretária de Estado de Políticas para a Mulher, Sonaira Fernandes, da primeira-dama de Sorocaba e presidente do FSS, Sirlange Frate Maganhato, das secretárias municipais da Cidadania, Ana Cláudia Fauaz, e de Comunicação, Fernanda Burattini, a superintendente do Procon Sorocaba, Cristiane Bonito, a *delegada da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Sorocaba, Alessandra Silveira, além de vereadores, deputados e outras autoridades, convidados e cidadãos de vários municípios de Sorocaba e região, tais como Piedade, Alumínio, Araçoiaba da Serra, Ibiúna, Itapetininga, Olímpia, Salto, Votorantim, entre outros.

Iniciada na terça-feira (20), a campanha “21 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra a Mulher” incluiu Sorocaba já no segundo dia de ações, com o lançamento e a distribuição de cartilhas e material informativo sobre o “Protocolo Não se Cale”. Este consiste na inclusão de estabelecimentos comerciais, como bares e restaurantes, casas noturnas, de eventos, entre outros, nas ações de combate à violência contra a mulher. Para tanto, será oferecido treinamento aos profissionais que trabalham nesses locais, além de orientações sobre o que fazer ao identificar um caso dessa natureza, como acolher e para onde encaminhar a vítima. Os estabelecimentos que aderirem ao protocolo, instituído com base no Decreto n° 67.856/2023, receberão o selo “Estabelecimento Amigo da Mulher”. O Decreto regulamenta as Leis n° 17.621 e n° 17.635, ambas deste ano, sancionadas pelo Governo Estadual.

“Estamos muito felizes por Sorocaba ter sido escolhida para iniciar a divulgação dessa iniciativa, que é muito importante, porque a violência não é só doméstica. Ela se manifesta de várias outras formas e temos que combatê-la nas diversas frentes, trazendo esse tema à luz, como está sendo feito, agora, coordenado pela secretária do Estado, Sonaira”, destacou a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Sorocaba.

“Sabemos que, em 21 dias, não vamos conseguir dar conta de todo um histórico, um ciclo de violências que vemos acontecer, todos os dias, no noticiário, na cidade ou no bairro em que moramos. Mas esses 21 dias de ativismo têm o objetivo de dar voz a muitas mulheres que estão silenciadas, não apenas pela violência doméstica, mas também institucional, política, patrimonial, obstétrica, enfim, de várias formas.

Também queremos dar voz e espaço para os órfãos do feminicídio. Porque não podemos esquecer que muitas crianças e adolescentes perdem suas mães, porque uma pessoa acha que, pelo fato de a mulher estar em uma condição mais fragilizada, pode tirar a sua vida”, enfatizou a secretária de Estado de Políticas para a Mulher.

No encerramento do evento, o público presente pôde levar para casa materiais como as cartilhas do “Protocolo Não se Cale” e também cartazes para serem afixados em locais públicos, como bares e restaurantes, e também em igrejas, entidades assistenciais e outras tantas instituições.

Todo o material explicativo e também os cartazes, que podem ser impressos e utilizados gratuitamente pelos vários estabelecimentos, estão disponíveis no site: https://www.mulher.sp.gov.br/naosecale/.

Fotos: Michelle Alves/Secom

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *