NOTÍCIAS

Mês da Consciência Negra: afrofestival anima pontos icônicos de São Paulo

Em comemoração ao Mês da Consciência Negra, a capital paulista recebe no próximo dia 26 o Afrofestival, evento itinerante promovido pela Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas de São Paulo, com gestão e produção da Associação Paulista dos Amigos da Arte.

O Afrofestival, com programação gratuita, promete muita vibração, percussão afro-brasileira e jazz, passando por pontos icônicos de São Paulo. A cultura afro estará representada em três vertentes: a percussão brasileira, os metais e a percussão das street bands de New Orleans e as vozes de Angola.

Com instrumentos de percussão e dança, Os Meninos do Morumbi, embaixadores da cultura brasileira, estarão juntos nas performances surpresa das street bands de New Orleans, que percorrem vários pontos da capital com intervenções curtas e de muita vibração, trazendo toda a influência da música africana na música brasileira.

No repertório, a diversidade dos ritmos e grooves, com a percussão e animação da companhia de dança dos Meninos: maracatu, xirês, maxixes, samba, funk, grooves africanos e todos os ritmos que permeiam esse grande caldeirão cultural que é a música afro-brasileira.

Depois dessas apresentações pela cidade, Os Meninos do Morumbi chegam ao Masp, na Av. Paulista, onde se encontram com outro grupo: a Favela Brass, street band composta por instrumentistas oriundos de comunidades (favelas) e que se inspiram nas suas performances nas second lines de New Orleans.

Juntos, os dois grupos fazem um grande e animado cortejo, seguindo do Masp até o Casarão da Paulista, com a explosiva e contagiante mistura da percussão com os metais, numa performance vibrante e participativa, que revela toda a influência dos ritmos africanos no jazz e na música brasileira.

No Casarão da Paulista, onde os DJs Leandro Pardí e Brenda Ramos vão aquecendo o público, a festa se encerra com uma apresentação especial do Vozes de Angola, formado por artistas PCD angolanos.

De acordo com Gláucio Franca, diretor geral da Associação Paulista dos Amigos da Arte, o Afrofestival “busca destacar a diversidade, promover a cultura e comemorar a Consciência Negra de maneira festiva e inclusiva. Além de um convite para a celebração, o evento pretende inspirar a reflexão. Num país onde a maioria da população é negra, é alarmante que mais de 80% das pessoas o considerem como sendo um país racista, como aponta um estudo do PoderData de 2020”.

O evento percorre cinco pontos da cidade de São Paulo, realizando pequenas intervenções artísticas itinerantes, e faz ainda uma ação num dos cartões postais da cidade de São Paulo: a famosa Avenida Paulista.

Confira a programação:

Casarão da Paulista

Local: Residência Joaquim Franco de Melo

Av. Paulista, 1919 – Bela Vista

Das 10h às 16h

DJ Leandro Pardi e DJ Brenda Ramos

Das 10h às 14:30

 

Performances itinerantes pela cidade: Meninos do Morumbi

Local: Museu Afro Brasil

Parque Ibirapuera (Portão 10)

Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – Vila Mariana

Das 10h às 10h20

Local: Praça da Liberdade

Das 11h às 11h20

Local: Fim do Minhocão (junto à Av. Consolação)

Elevado Presidente João Goulart (nos acessos próximos à Praça Roosevelt) – Consolação

Das 12h às 12h20

Local: Parque Augusta

Rua Augusta, 200 – Consolação

Das 13h às 13h20

 

Cortejo conjunto da Favela Brass e Meninos do Morumbi

Av. Paulista: do Masp ao Casarão (no número 1919)

Das 14h às 14h20

 

Vozes de Angola

Casarão da Paulista

Av. Paulista, 1919 – Bela Vista

Das 15h às 16h

 

Conheça os artistas do Afrofestival:

Vozes de Angola

Conjunto musical formado por jovens cantores e músicos angolanos, muitos deles cegos, que buscaram refúgio no Brasil após enfrentarem as adversidades da guerra civil que assolou seu país por mais de três décadas. Ao longo de sua trajetória, tem realizado audições para autoridades tanto no Brasil quanto em Angola.

Favela Brass

Programa educacional de música gratuito destinado a crianças e adolescentes das favelas e escolas públicas do Rio de Janeiro, focado na música popular brasileira e o jazz de Nova Orleans. A banda recebeu reconhecimento da BBC durante as Olimpíadas de 2016, participou de todas as edições do festival Honk! Rio e integrou a programação oficial do Bourbon Street Festival de Paraty neste ano.

DJ Leandro Pardi e DJ Brenda Ramos

A dupla coorganiza o megabloco Bloco Lua Vai e realiza a Festa Pardieiro, eventos que já receberam artistas renomados, como Ney Matogrosso, Liniker e Elza Soares. Leandro atua como DJ nas festas de mídia da Globo e já se apresentou na SPFW e no Réveillon da Avenida Paulista. Brenda, por sua vez, foi destaque no Festival de Inverno de Paranapiacaba, integrando a programação do Sesc Santo André.

Meninos do Morumbi

O Grupo artístico Meninos do Morumbi, que é a alma instituição Meninos do Morumbi, já dividiu o palco e gravou com renomados artistas e orquestras em diversas localidades, incluindo Queen Elizabeth Hall, Royal Albert Hall, e participou de eventos ao lado de figuras como George W. Bush, Madonna e outros. O grupo também teve colaborações notáveis, como a gravação da música “Summertime” com Julian Lennon, concorrendo ao Grammy

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *