NOTÍCIAS

Agência Minas Gerais | Governo de Minas vistoria alimentação escolar na rede de ensino de Coroaci

O governador Romeu Zema vistoriou, nesta sexta-feira (1/12), a alimentação escolar oferecida aos estudantes da rede estadual de ensino na Escola Estadual Sinhaninha Gonçalves, em Coroaci, no Vale do Rio Doce. A unidade de ensino atende 464 estudantes dos ensinos fundamental e médio no município.

Conhecida por mobilizar a região durante os Jogos Escolares de Minas Gerais (Jemg), a instituição recebeu cerca de R$ 600 mil para melhorias na infraestrutura do prédio e de salas de aula por meio do programa Mãos à Obra.

O objetivo da visita do chefe do Executivo foi conferir a avaliação dos estudantes à alimentação servida na instituição de ensino. A alimentação escolar tem sido uma prioridade para o Governo de Minas, que quadruplicou o valor investido nas refeições servidas nas escolas mineiras de R$ 163 milhões, em 2019, para R$ 426 milhões, em 2023.

“Eu encontrei aqui uma escola limpa e organizada, uma escola bonita que está sendo reformada. Quem estuda aqui está numa escola que está acima da média. Pra educação aqui da escolar ir bem o Governo do Estado tem que mandar dinheiro pra cá, pra diretora comprar uma merenda boa e pra fazer as obras necessárias”, contou o governador, que garantiu a continuidade do investimento na escola e na educação de Minas enquanto estiver à frente do governo.

Marco Evangelista / Imprensa MG 

Merenda de qualidade

Em 2023, o ano letivo começou com uma iniciativa inédita para melhorar a alimentação dos cerca de 1,6 milhão de estudantes matriculados na rede estadual de Minas Gerais. A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) implementou, em toda rede de ensino, a política de valor mínimo de repasse de R$ 51,2 mil às escolas estaduais. Um avanço em relação às gestões anteriores, em que o repasse ocorria seguindo os critérios de quantidade de estudantes matriculados e o cálculo per capita/aluno.

Com a mudança, o valor per capita médio ano/aluno saltou de R$ 158,07 para R$ 189,60, representando um aumento de 19,95%.

A ampliação do investimento na alimentação escolar já é observada no cardápio servido diariamente pela cantineira Ana Maria de Jesus Leal. Para ela, hoje, as refeições que são servidas nas escolas estaduais estão com mais qualidade e variedade do que em anos passados.

“Eu estou aqui há muitos anos, já passei por várias gestões, mas depois que o atual governo entrou foi a melhor gestão de merenda, reforma na escola e até condição pra gente trabalhar. A merenda não é uma merenda, é uma refeição, com direito a tudo que os alunos precisam para focar nos estudos”, destaca a servidora que trabalha na Escola Estadual Sinhaninha Goncalves há 14 anos.  

Toda a alimentação servida na rede de ensino estadual é orientada pelo Cardápio da Alimentação Escolar, documento elaborado pela Secretaria de Estado de Educação, que integra o Programa Estadual de Alimentação Escolar, com 98 opções de refeições de alto valor nutritivo.

Parceira com agricultura familiar

Para garantir a qualidade na preparação das mais de 35 milhões de refeições, entre almoços e lanches, servidas mensalmente às escolas da rede estadual, o Governo de Minas também ampliou a aquisição de alimentos da agricultura familiar.

A iniciativa, realizada em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), garantiu o percentual de 38,2% dos recursos para alimentação escolar destinados a compra de alimentos de agricultores locais, acima dos 30% que determina a Lei  nº 11.947/2009.

A merenda servida na E.E Sinhaninha Gonçalves é composta por produtos de agricultores familiares da região. De acordo com a diretora da escola, Luciana Maria da Silva, a parceria, além de ajudar os produtores, garante uma alimentação mais saudável para as crianças.

“A gente recebe vários alimentos dos produtores da região, o que possibilita que a gente possa incrementar o cardápio com mais frutas e verduras vindas da região” disse.

Mãos à Obra

Além da melhoria na merenda, a instituição recebeu cerca de R$ 600 mil para melhorias na infraestrutura do prédio e salas de aula por meio do programa Mãos à Obra.

Antes da reforma, parte da escola esteve interditada por três anos pela Defesa Civil com risco de desabamento. O investimento trouxe mais segurança e conforto para os alunos, que desde o ano passado passaram a ter uma escola mais moderna e bonita.

Presença no Interior

Ainda na região do Vale do Rio Doce, o governador Romeu Zema cumpriu agenda nas cidades de Cantagalo e Peçanha. Dentre os compromisso, ele participou de encontros com prefeitos e lideranças regionais, onde ouviu demandas e apresentou as ações do Governo de Minas para o Rio Doce.

A presença de Zema nas duas cidades foi bastante comemorada pelos prefeitos. O município de Cantagalo recebeu pela primeira vez na sua história um governador do estado, já Peçanha tinha mais de 25 anos que não recebia o chefe do executivo mineiro.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *