NOTÍCIAS

Retrospectiva 2023: recordes, desafios e investimentos em infraestrutura marcam o ano do Porto de Imbituba – ACN

O Porto de Imbituba bateu o recorde de movimentação anual de cargas com 7,1 milhões de toneladas operadas em 2023.

O sucesso no campo operacional vem acompanhado da perspectiva de aplicação de aproximadamente R$ 620 milhões em investimentos públicos e privados para os próximos quatro anos, visando ampliar a capacidade de atendimento à demanda do mercado.

Caracterizado principalmente pela movimentação de granéis sólidos (83% da movimentação total), o Porto de Imbituba teve como suas maiores movimentações produtos como o coque de petróleo, os farelos de milho e soja, os contêineres, o sal e o milho.

Dentre as novidades, em 2023, o Porto ampliou seu portfólio de cargas, recebendo sua primeira importação de óleo de girassol.

As exportações lideraram o fluxo de trabalho do Porto, com significativo crescimento de 47,3%, de janeiro a novembro, em relação ao mesmo período do ano anterior.

O principal destino foram os países asiáticos (Singapura, Irã, China e Vietnã), além de Portugal.

Em relação às importações, os destaques ficaram por conta dos Estados Unidos, Chile, Colômbia e Argentina.

Em termos de comércio exterior, até novembro, o Governo Federal estima que Imbituba operou mais de 1,8 bilhão de dólares.

Neste ano, iniciou a maior obra já realizada pela SCPAR Porto de Imbituba, que é a recuperação e reforço do Cais 3, um investimento de R$ 95 milhões da Autoridade Portuária para receber embarcações maiores e a instalação de equipamentos mais ágeis e modernos na movimentação de cargas.

A proteção do Porto, pelo molhe de abrigo, também será aperfeiçoada com a restauração e reforço do local. A obra estimada em R$150 milhões foi contemplada para receber recursos do Governo Federal dentro do Novo PAC e a previsão de início dos trabalhos é para 2024.

O diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba, Urbano Lopes de Sousa Netto, exalta os recordes alcançados e lembra que os investimentos na infraestrutura precisam ser constantes para ampliar a capacidade operacional da estrutura:

SONORA

Mais informações em https://estado.sc.gov.br/noticias/

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *