NOTÍCIAS

Agência Minas Gerais | Defesa Civil Estadual faz balanço das ações no enfrentamento à seca

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) de Minas Gerais encerrou o ano de 2023 com realizações significativas no enfrentamento dos desafios impostos pela seca. Ainda que prolongada por mais meses que o comum, o Governo de Minas garantiu o apoio contínuo aos municípios que sofreram com as consequências impostas pela seca. Ao todo, foram mais de 150 milhões de litros de água potável entregues ao povo mineiro.

Helder Francisco da Silva, lavrador da cidade de Francisco Dumont, foi um dos atendidos e ressalta a importância da ajuda da Defesa Civil para garantir a sua sobrevivência e a de sua família. “Se não fosse o Estado, nós estaríamos em uma situação complicada, porque aqui as nascentes secaram. Então, as águas – para beber, para lavar, passar qualquer coisa – são os caminhões que trazem”, explica.

Transporte e distribuição

O Transporte e Distribuição de Água Potável (TDAP) é uma das iniciativas de destaque para enfrentar os impactos da seca, visando fornecer esse recurso essencial às comunidades afetadas pela escassez. Até o meio de dezembro, mais de 150 milhões de litros de água potável foram distribuídos ao povo mineiro, atendendo 955 comunidades e beneficiando um total superior a 104,4 mil pessoas.

Com uma logística eficiente envolvendo 92 caminhões, a rápida resposta da Defesa Civil mitigou o impacto da seca prolongada, levando alívio às regiões atingidas. No total, 73 municípios foram amparados com um primeiro atendimento, 58 municípios com um segundo atendimento, 31 municípios com um terceiro atendimento e, ainda, oito municípios com um quarto atendimento.

Além disso, mais de 11 mil cestas básicas já foram distribuídas aos municípios afetados pela seca, sendo  essenciais para combater a insegurança alimentar durante esse período desafiador.

André Cruz / Imprensa MG

Capacitação e estruturação nos municípios

A preparação da Defesa Civil Estadual teve início com a realização do Seminário de Convivência com a Seca, em abril, na cidade de Montes Claros, no Norte de Minas. Este evento anual tem como foco principal integrar o Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sinpdec) e promover a cultura da resiliência, com ênfase na gestão de riscos relacionados à seca/estiagem. O objetivo fundamental é capacitar os municípios para reduzir o sofrimento da população afetada no estado.

Além dos membros da Cedec, o seminário reuniu representantes da Secretaria de Estado de Saúde (SES), do Instituto Estadual de Florestas (IEF), do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene) e do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam). Durante o evento, gestores municipais das regiões Norte, Jequitinhonha e Mucuri receberam informações e orientações, contando com a participação de 233 representantes que abrangeram aproximadamente 225 municípios.


Em nível municipal, a entrega de 15 kits, contendo viatura 4×4, notebook, trena digital e coletes reflexivos, fortaleceu as estruturas das Coordenadorias Municipais de Proteção e Defesa Civil, somando-se aos 497 kits doados ao longo de 2022. Os municípios contemplados em 2023 foram: Raposos, São Joaquim de Bicas, Jaboticatubas, Perdões, Conceição do Pará, Capelinha, Pocrane, Poço Fundo, Pará de Minas, Coroaci, Nova Lima, Patrocínio, Conceição das Alagoas, Ipatinga e Malacacheta.

Água Doce

Além das intervenções imediatas da Defesa Civil Estadual, o Governo de Minas Gerais tem firmado parcerias estratégicas, como o Programa Água Doce (PAD), desempenhando um papel crucial na disponibilização de água potável para as comunidades rurais no semiárido mineiro. O PAD é uma iniciativa que envolve a colaboração entre o Governo Federal e órgãos estaduais, incluindo a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), o Igam e o Idene.

O programa concentra-se na recuperação de poços e na construção de sistemas de dessalinização, proporcionando acesso a água potável nas comunidades rurais do semiárido mineiro. A previsão é que, até março de 2024, 28 mil mineiros de 26 municípios já estejam tendo acesso a água de qualidade.

Essas ações refletem o compromisso do Estado em proteger e apoiar sua população durante períodos desafiadores, como a seca. Além de fornecer recursos essenciais, como água e alimentos, essas iniciativas destacam a importância de uma abordagem coordenada e abrangente para enfrentar os desafios decorrentes das mudanças climáticas e da variabilidade climática, visando garantir o bem-estar das comunidades atingidas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *