NOTÍCIAS

‘Boa Vista +Saúde’: Prefeitura leva consultório de rua para a população

Foto: Roraima em Tempo

A Prefeitura de Boa Vista lançou nesta segunda-feira (27), com o apoio do Ministério da Saúde, o programa ‘Boa Vista +Saúde’. O objetivo é fortalecer as ações do Sistema Único de Saúde (SUS) na capital. Entre as ações, a população passa a contar com o Consultório na Rua.

Programa Boa Vista +Saúde

O lançamento ocorreu na tarde de hoje, no Teatro Municipal de Boa Vista. O secretário nacional de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Nésio Fernandes, bem como, assessor do Departamento de Atenção Hospitalar, Domiciliar e Urgência do Ministério da Saúde Fausto Soriano Neto, estiveram no evento.

Conforme o Prefeito Arthur Henrique (MDB), o apoio do Ministério da Saúde para fortalecer a Atenção Primária à Saúde (APS) ocorre desde a visita da Ministra da Saúde, Nísia Trindade à Boa Vista. Assim, o município iniciou um projeto estratégico para a estruturação do programa.

“O objetivo é tornar a população mais saudável e reduzir os impactos que temos nos hospitais por meio da Atenção especializada aqui em Boa Vista. É algo que está em andamento, ou seja, está acontecendo e foi implantado em oito meses. Agora temos uma Atenção de qualidade e vamos continuar ampliando, não paramos por aqui. , explicou Arthur Henrique.

Do mesmo modo, em julho na primeira etapa, houve a chegada de 75 novos médicos por meio do programa Mais Médicos. Já em setembro, mais 45 novos profissionais passaram a compor o quadro através do programa do Governo Federal.

O secretário, Nésio Fernandes falou como ocorre o apoio da União para a Prefeitura “A Prefeitura decidiu expandir as estratégias nacionais de saúde, no entanto, a partir de uma prorrogação que fizemos ao prefeito Arthur. Na medida que o prefeito passa a solicitar do Ministério da Saúde, fomos credenciando e homologando. Na última parcela, do mês de novembro, o município já subiu para R$ 2, 4 milhões o financiamento federal de custeio regular obrigatório”, explicou Nésio.

Sobre o Consultório na Rua

O Consultório na Rua irá funcionar em uma van equipada e terá duas equipes formadas por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, técnicos de saúde bucal, assistente social e psicólogos para atendimento de pessoas em situação de vulnerabilidade. Conforme a Prefeitura de Boa Vista, o serviço já está disponível a população nesta terça-feira (27)

O objetivo é atuar frente aos diferentes problemas e necessidades de saúde da população em situação de rua, inclusive na busca ativa e cuidado aos usuários de álcool, crack e outras drogas.

“As equipes de consultório na Rua já estão em funcionamento. São duas equipes e eram serviços que não existiam na capital. Agora o consultório passa a dar visibilidade para todas as necessidades de saúde que aqui existem”, explicou Nésio Fernandes.

Trabalho que o consultório vai desenvolver:

  • Avaliação de risco e identificação das necessidades de cuidado;
  • Acompanhamento multiprofissional na unidade de atenção primária e na rua;
  • Ações individuais, em grupo e visitas na rua;
  • Acompanhamento em todas as linhas de cuidado descritas nesta carteira de serviços para crianças, adolescentes, adultos e idosos;
  • Atenção ao pré-natal das gestantes em situação de rua;
  • Atenção à saúde bucal;
  • Atenção à saúde mental;
  • Busca ativa e notificação de doenças e agravos de notificação compulsória e outros agravos prevalentes na rua.
  • Ações de promoção e proteção da saúde, prevenção de agravos, redução de danos, diagnóstico, tratamento, reabilitação e manutenção da saúde

Atenção Primária e desafios

A secretária de saúde municipal, Regiane Matos, também falou sobre os desafios em manter a qualidade da Atenção Primária.

“Vivemos em meio a duas crises, que é a crise migratória venezuelana e crise sanitária Yanomami. Mesmo com todo o impacto, a Prefeitura de Boa Vista tem se reinventado. Uma das ações é justamente buscar alternativas em meio aos vários desafios que temos e assim oferecer uma saúde cada vez mais melhor para a nossa população. Logo, ficamos muito felizes de sermos um espelho, pois apesar dessas duas situações, ainda conseguimos ser referência para o Brasil todo”, ressaltou.

Além disso, o prefeito Arthur lembrou como a capital tem sido exemplo para outras cidades. Boa Vista é uma das primeiras capitais a implantar o conceito de Atenção Primária do Futuro.

“Boa Vista sai na frente entre essa nova implantação da APS do Futuro no Brasil por diversos motivos. Um deles foi nossa articulação junto ao Ministério da Saúde junto, quando houve a crise humanitária Yanomami. Aproveitamos a oportunidade para mostrar a realidade que estávamos vivendo e mostrar também a equipe capaz que temos. Hoje, estamos nos tornando Atenção Primária com maior qualidade dos país inteiro”, disse o prefeito.

Por fim, Fausto Soriano Neto, avaliou o cenário da saúde de Boa Vista, os desafios e as conquistas dos gestores.

“A cidade de Boa Vista é um exemplo de vários desafios. O que nos coloca do que Boa Vista tem dado como exemplo para o país é que não se abre possibilidade da gente conseguir avançar com um SUS de qualidade, participativo ou construtivo sem não houver articulação dos diferentes pontos da rede. Quando falamos do fortalecimento da Atenção Primária, pensamos nos pilares e no conjuntos de ações articuladas para dar conta de cuidar da população de qualidade. Boa Vista não só está investido no processo da Atenção Primária mas como também olha para esses pontos da rede”, finalizou.

Fonte: Da Redação

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *